A Parábola Do Juiz Iníquo – Uma lição De Perseverança [Dinâmica Evangélica]

A Parábola Do Juiz Iníquo

A Parábola Do Juiz Iníquo

A Parábola do Juiz Iníquo – Dinâmica Evangélica

A parábola do juiz iníquo é uma história que retrata a importância da perseverança, em oração, diante das dificuldades.

A perseverança é o grande segredo para realização dos sonhos o que significa nunca desistir.

Nossa dinâmica evangélica esta baseada, justamente, nessa parábola contada por Jesus, que diz:

“E contou-lhes também uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca desfalecer, dizendo: Havia numa cidade certo juiz, que nem a Deus temia, nem respeitava homem algum.

Havia também naquela mesma cidade uma certa viúva e ia ter com ele, dizendo: Faze-me justiça contra o meu adversário.

E, por algum tempo, não quis; mas, depois, disse consigo: Ainda que não temo a Deus, nem respeito os homens, todavia, como essa viúva me molesta, hei de fazer-lhe justiça, para que em fim não volte e me importune muito.

E disse o Senhor: Ouvi o que diz o injusto juiz.

E Deus não fará justiça a seus escolhidos, que clama a ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles?

Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça. Quando, porém, vier o Filho de Homem, porventura, achará fé na terra?”. (Lucas 18.1-8).

 

Atenção: Caso você esteja interessado apenas na dinâmica, então, prossiga para o final desse artigo.

 

Guia Prático | Veja Como Tornar A Sua Aula Mais Dinâmica

Clique Aqui E Baixe Seu Guia Agora Mesmo!

 

Antes de partirmos, diretamente, para a dinâmica evangélica, iremos explicar algumas coisas importantes sobre a parábola do juiz iníquo.

 

Compreendendo a Parábola do Juiz Iníquo

O próprio Jesus deixa bem claro o objetivo da parábola do juiz iníquo, Ele diz: “… o dever de orar sempre e nunca desfalecer”.

O Mestre queria ilustrar de maneira prática a persistência geral da oração.

O seu objetivo era que as pessoas exercitassem essa prática, sem desanimar ou desistir por causa de uma barreira temporária.

Jesus sabia que muitas pessoas desistiam de orar por causa do desanimo causado pelo tempo.

Para enriquecer o entendimento sobre a parábola do juiz iníquo, iremos comentar sobre o princípio moral e espiritual desta parábola.

 

Veja também: dinâmica sobre a dracma perdida.

Veja também: dinâmica sobre o espírito santo.

 

A Parábola do Juiz Iníquo – Aspecto Moral:

A insistência da mulher diante de sua necessidade levou o juiz a um profundo senso de justiça por causa da sua incessante busca de solução para o seu problema, mesmo sendo ele um ímpio, caracterizado pela falta de temor a Deus e pela desconsideração para com os semelhantes.

A perseverança e insistência dela foram a chave para a sua vitória, por isso seu gesto foi louvável diante de todos.

 

A Parábola do Juiz Iníquo – Aspecto Espiritual:

Além da lição de moral, podemos ver que a demora de respostas não pode ser encarada como uma punição, mas como um período de preparo para a chegada da benção. O socorro de Deus é algo que nos está absolutamente assegurado.

Após explicar sobre a parábola do juiz iníquo, agora, faça as seguintes perguntas:

– Você já esteve numa situação similar á questão abordada na parábola?

– A sua fé removeu grandes montanhas ou algumas pedrinhas?

– Qual a melhor maneira de parabenizar a viúva pela sua vitória?

Agora, partiremos para a dinâmica que irá nos ensinar uma poderosa lição: A perseverança.

 

Veja também: dinâmica do bom samaritano.

Veja também: dinâmica da partilha do pão.

 

A Parábola do Juiz Iníquo – Dinâmica Evangélica

Essa dinâmica evangélica nos trás uma reflexão construtiva sobre perseverar em oração.

Na prática cada aluno irá confeccionar o seu próprio móbile baseado em suas próprias necessidades.

Essa é uma atividade divertida e ao mesmo tempo edificante que irá reforçar as lições aprendidas na parábola do juiz iníquo.

 

Objetivo: Provocar atitude de perseverança diante das dificuldades do dia-a-dia. As muitas lutas levam o guerreiro a se esgotar por causa das muitas provocações.

 

Material: Papel, linha, lápis, cola, pedaço de madeira escrito “oração”.

Procedimento:

  • Primeiro Passo: Entregue uma folha de papel para que cada pessoa desenhe algo que mais necessita no momento.
  • Segundo Passo: Quando os desenhos estirem prontos, entregue a linha e o pedaço de madeira para que confeccione um móbile.
  • Terceiro Passo: Quando todos terminarem, o móbile será apresentado a Deus através da oração.
  • Quarto Passo: Depois pendure na sala, para que interceda por ele até o próximo encontro.
  • Quinto Passo: Após terminar a dinâmica, faça algumas perguntas do tipo: – Qual a importância da dinâmica no momento? – Você está disposto a ajudar o seu amigo obter vitória diante das dificuldades?

Explicando os Desenhos:

Se a dificuldade que a pessoa for desenhar estiver relacionada com a família, deve-se desenhar uma casa e recortá-la. Atrás do desenho, escreve-se a necessidade. Se a dificuldade estiver relacionada com a vida pessoal, o desenho será uma silhueta de pessoa e também deverá ser recortada. Nela, escreve-se o que mais se precisa no momento. Se a necessidade estiver relacionada com a vida espiritual, o desenho será de uma igreja. Escreve-se ali o que falta para se tornar um cristão realizado.

Assim, terminamos a nossa dinâmica evangélica sobre a parábola do juiz iníquo uma grande lição de perseverança em oração.

 

 

 

 

 

Comentários