Dinâmica Sobre o Filho Pródigo – Exercitando A Misericórdia

dinâmica sobre o filho pródigo

Dinâmica Sobre o Filho Pródigo

Dinâmica Sobre O Filho Pródigo

Através dessa dinâmica sobre o filho pródigo iremos refletir profundamente sobre a importância e o valor da misericórdia.

O grupo terá a oportunidade de exercitar a misericórdia e a compaixão para com seus semelhantes de uma maneira divertida e alegre.

Toda a nossa atividade está baseado na parábola do Filho Pródigo de Lucas 15. 11-32, que diz:

 

Atenção: Caso você esteja interessado apenas na dinâmica, então, prossiga para o final desse artigo.

 

“E disse: Um certo homem tinha dois filhos.

E o mais moço deles disse ao pai: Pai dá-me a aparte da fazenda que me pertence. E ele repartiu por eles a fazenda.

E, poucos dias depois, o filho mais novo, ajuntando tudo, partiu para uma terra longínqua e ali desperdiçou a sua fazenda, vivendo dissolutamente.

E, havendo ele gastado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a padecer necessidades.

E foi e chegou-se a um dos cidadãos daquela terra, o qual mandou para os seus campos apascentar porcos.

E desejava encher o estômago com as bolotas que os porcos comiam, e ninguém lhe dava nada.

E, caindo em si, disse: quantos trabalhadores de meu pai têm abundancia de pão, e eu aqui pereço de fome!

Levantar-me-ei, e irei ter com meu pai, e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e perante ti.

Já não sou digno de ser chamado teu filho; faze-me como um dos teus trabalhadores.

E, levantando-se, foi para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão, e, correndo, lançou-lhe ao pescoço, e o beijou.

E o filho lhe disse: Pai, pequei contra o céu e perante ti e já não sou digno de ser chamado teu filho.

Mas o pai disse aos seus versos: trazei de pressa a melhor roupa, e vesti-lho, e pondo-lhe um anel nas mãos e sandálias nos pés, e trazei o bezerro cevado, e matai-o; e comamos e alegremo-nos, porque este meu filho estava morto e reviveu; tinha-se perdido e foi achado. E começara a alegrar-se.

 E o seu filho mais velho estava no campo; e, quando veio e chegou perto de casa, ouviu as músicas e as danças.

E, chamando um dos servos, perguntou-lhe que era aquilo.

E ele lhe disse: Veio teu irmão; e teu pai matou um bezerro cevado, porque o recebeu são e salvo.

Mas ele se indignou e não queria entrar. E, saindo o pai, instava com ele.

Mas, respondendo ele, disse ao pai: Eis que ti servi a tantos anos, sem nunca transgredir o teu mandamento, e nunca me deste um cabrito para alegrar-me com os meus amigos.

Vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou a tua fazenda com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado.

E ele lhe disse: Filho, tu sempre estás comigo, e todas as minhas coisas são tuas.

Mas era justo alegrarmo-nos e regozijarmo-nos, porque este teu irmão estava morto e reviveu; tinha-se perdido e foi achado.”

 

Antes de seguirmos diretamente para a nossa dinâmica sobre o filho pródigo, iremos explicar sobre essa fascinante parábola contada por Jesus.

 

Guia Prático | Veja Como Tornar A Sua Aula Mais Dinâmica

Clique Aqui E Baixe Seu Guia Agora Mesmo!

 

Dinâmica Sobre o Filho Pródigo – Compreendendo a Parábola:

Essa é uma das mais importantes parábolas de Jesus que ilustra o amor de Deus e a grandiosidade de sua misericórdia.

Esse agora é ilustrado por um filho perdido, rapaz rebelde que só percebe o valor do lar, quando estava completamente desprezado e pobre, muito distante da casa do pai.

Jesus queria que as pessoas reconhecessem que muitos não compreendem o amor e a misericórdia de Deus, tal como o filho mais velho que permaneceu completamente sem afeto para com o irmão que chegou em estado de miséria.

Veja também: dinâmicas para celulas evangélicas com moral.

Veja também: dinâmica sobre o rico e lázaro.

Dinâmica Sobre o Filho Pródigo – Aspecto Moral e Espiritual da Parábola:

Para que você possa compreender melhor a nossa dinâmica sobre o filho pródigo iremos destacar dois aspectos dessa incrível parábola. Trata-se do aspecto moral e espiritual.

 

Aspecto Moral:

Essa parábola enfatiza o poder do livre-arbítrio do homem, tanto para escolher o bem como para preferir o mal. A opção do filho mais novo não foi uma conquista, mas um risco perigoso, pelo seu próprio determinismo.  Sua atitude o conduziu à ruína, perdendo a sua liberdade moral.

 

Veja também: parábolas bíblicas com atividades.

Veja também: dinâmica do coração;

Aspecto Espiritual:

Na verdade, existem muitos aspectos importantes nessa parábola. O primeiro foi a determinação de voltar e pedir perdão ao pai; o segundo, diz respeito à humildade de se tornar um empregado; o terceiro é a posição do pai, um verdadeiro símbolo do aspecto sacerdotal da obra e do ministério de Jesus; a festa é a alegria gloriosa da salvação no coração do pecador arrependido. Finalmente, a rejeição do filho mais velho retrata a falta de amor que muitos irmãos nutrem pelo pecador.

A parábola deixa claro que a atitude do filho mais velho era de uma pessoa desviada no coração. No momento da festa, ele estava aborrecido. Era a mesma situação dos religiosos e fariseus, amavam a si mesmo e aborreciam ao próximo.

Pergunte para o grupo:

– Em que essa parábola me faz pensar?

– O que me faz sentir?

 

Dinâmica Sobre o Filho Pródigo – Exercitando A Misericórdia

A dinâmica promete trabalhar a reação de incomodo que muitas pessoas sentem quando estão perto de algum morador de rua.

Essa é uma atividade que irá demonstrar o grande valor do amor da misericórdia que devemos ter pelos nossos semelhantes.

Objetivo: Refletir sobre a forma de tratamento entre os irmãos e pessoas estranhas. Observe também o nível de misericórdia para com aqueles em situação de miséria e abandono.

Procedimento:

  • Primeiro Passo: Convide uma pessoa do grupo, ou fora do grupo, que não tenha muita afinidade com os participantes para se disfarçar de mendigo. Use sua criatividade para que o mendigo fique irreconhecível e bem real.
  • Segundo Passo: Oriente ao mendigo para que ele tente se aproximar das pessoas de forma discreta, porém não se aproxime muito e fique ao longe observando. Dê tempo para que alguém possa se aproximar dele, enquanto a reunião acontece.
  • Terceiro Passo: Encerre a dinâmica fazendo a leitura do filho pródigo, ressaltando a rejeição do filho mais velho e depois comparando com a reação das pessoas diante do mendigo presente na reunião.
  • Quarto Passo: Apresente a pessoa que encenou o mendigo e faça ao grupo as seguintes perguntas:

Qual a sua atitude diante de um morador de rua?

Você já intercedeu pela salvação de um deles?

Para você, qual a melhor maneira de ajudar?

Assim concluímos a nossa dinâmica do filho pródigo, espero que tenham gostado. Um forte abraço!

 

 

Comentários