Dinâmica Sobre O Rico E Lázaro – Uma Reflexão Sobre A Eternidade

Dinâmica Sobre O Rico E Lázaro

Dinâmica Sobre O Rico E Lázaro

Dinâmica Sobre o Rico e Lázaro 

A nossa dinâmica sobre o rico e Lázaro nos traz uma profunda reflexão sobre onde vamos passar a nossa eternidade.

Através dessa dinâmica do rico e Lázaro o grupo será desafiado a rever os seus valores pessoais à luz da Bíblia.

Toda a nossa atividade será baseado na parábola do rico e Lázaro registrada em Lucas 16.19-31, que diz:

“Ora, havia um homem rico, e vestia-se de púrpura e de linho finíssimo, e vivia todos os dias regalada e esplendidamente.

Havia também um certo mendigo, chamado Lázaro, que jazia cheio de chagas á porta daquele.

E desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as chagas.

E aconteceu que o mendigo morreu e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico e foi sepultado.

E, no Hades, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão e Lázaro, no seu seio.

E, clamando, disse: Abraão, meu pai, tem misericórdia de mim e manda a Lázaro que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.

Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro, somente males; e, agora, este é consolado, e tu, atormentado.

E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quiserem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá, passar para cá.

E disse ele: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes á casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos, para que lhes dê testemunho, afim de que não venham também para Este lugar de tormento.

Disse-lhe Abraão: Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam-nos.

E disse ele: Não, Abraão, meu pai; mas, se algum dos mortos fosse ter com eles, arrepender-se-iam.

Porém Abraão lhe disse: Se não ouvem a Moisés e os Profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite”.

Atenção: Caso você esteja interessado apenas na dinâmica, então, prossiga para o final desse artigo.

 

Dinâmica Sobre o Rico e Lázaro – Compreendendo a Parábola

Antes de entrarmos em nossa dinâmica sobre o rico e Lázaro, vamos tecer algumas explicações para que você possa compreender melhor essa parábola.

Mais uma vez Jesus utilizava uma narrativa como símbolo de realidades espirituais.

A parábola vai apresentar, em seu discurso, temas subjetivos: morte e vida, presente e futuro, pobres e ricos, inferno e paraíso, caridade e recompensa.

Com esses assuntos, Jesus queria que houvesse uma reflexão e até mudança de atitudes em relação à vida diária.

A melhor garantia para um futuro seguro é viver ajudando sempre o aflito e necessitado ao seu redor, isto é, investir em piedade e misericórdia.

 

Guia Prático | Veja Como Tornar A Sua Aula Mais Dinâmica

Clique Aqui E Baixe Seu Guia Agora Mesmo!

 

Dinâmica Sobre o Rico e Lázaro – Aspecto Moral:

O assunto da parábola sobre o rico e Lázaro que mais chama a atenção era a forma de viver dos dois homens.

Um vivia em completa miséria, o outro numa afluência de bens que lhe permitia viver uma vida de conforto e luxo.

O rico viva uma vida de satisfação plena, sem preocupar-se com o futuro, nem com o simples mendigo à sua porta.

A riqueza é um bem ambíguo, faz escravos, quando é vista como o fim em si, ou liberta, quando é vista como um meio para promover o bem.

O rico não podia ignorar um homem em estado de miséria em sua porta e não fazer nada para mudar aquela situação de pobreza.

Ajudar ao pobre e necessitado é o dever moral de mais urgente da solidariedade humana.

 

Dinâmica Sobre o Rico e Lázaro – Aspecto Espiritual:

A maior lição diz respeito à vida do pobre, que não encontrou ajudador.

Deus era o seu único companheiro naquela estrada de dificuldade e doença, mas quando entrou na vida eterna, Deus o introduziu às suas riquezas e a uma atmosfera de sossego e paz, enquanto no abismo o rico estava atormentado.

As lembranças da família e medo dos seus queridos terem a mesma sorte que ele atormentava a sua alma.

Após finalizar essa explicação faça as seguintes perguntas ao grupo:

– Há injustiça da parte de Deus?

– Qual a sua opinião sobre a injustiça social?

– O que está parábola me faz sentir?

– Qual a sua opinião da vida após a morte?

– Você já imaginou um amigo seu na mesma situação do rico, em tormento no abismo?

Feito essas perguntas partiremos, diretamente, para a nossa dinâmica sobre o rico e Lázaro.

 

Dinâmica Sobre o Rico e Lázaro

A nossa dinâmica sobre o rico e Lázaro é fundamental para refletirmos sobre a nossa eternidade e buscarmos um futuro tranquilo.

Através dessa dinâmica cada participante terá de confeccionar um colar que irá representar aquilo que ela tem colhido na vida.

Essa é uma dinâmica muito divertida que fará as pessoas a pensarem para aonde suas atitudes o levarão.

Objetivo: Refletir sobre os valores que precisamos investir para garantir nossa eternidade com Deus.

Material: Flores de papel colorido para fazer um colar, barbante para enfiar as flores recortadas e pedrinhas feitas de isopor pintado de cinza.

Procedimento:

  • Primeiro Passo: Coloque as flores e as pedrinhas diante da classe. Cada participante levantará, pegará as flores coloridas, as pedrinhas.
  • Segundo Passo: Quando todos irão confeccionar seu colar com pedrinhas e flores.
  • Terceiro Passo: Quando todos tiverem feito os colares, o líder começa a cantar um corinho sobre amor e peça que todos troquem o seu colar com o vizinho.
  • Quarto Passo: Após o louvor, realize um momento de oração para que cada um interceda pela dificuldade do companheiro.

Observação:

As flores coloridas – Cada participante escreverá o nome dos bens materiais adquiridos: Vestuário, imóveis, automóveis, status, ou seja, recursos que favoreçam uma vida sem muitas dificuldades.

As pedrinhasAs pedrinhas representam as dificuldades, desemprego, doença, desajuste familiar, desequilíbrio emocional, ou seja, problemas da vida.

Resumo: O tamanho do colar vai variar de pessoa para pessoa e depende do número de flores (benção recebida) e pedrinhas (dificuldades na vida) que cada pessoa colheu na sua vida.

As bênçãos deverão ser escritas nas flores e as dificuldades serão escritas nas pedrinhas.

Assim, concluímos a nossa dinâmica sobre o rico e Lázaro e esperamos que tenham gostados.

 

Comentários