[Gincana Evangélica] “JÚRI SIMULADO” – Debatendo Assuntos Polêmicos

Essa é uma dinâmica bíblica que pretende estimular a avaliação de questões polêmicas à luz da bíblia de maneira divertida e, ao mesmo tempo, séria.

Através dessa dinâmica bíblica o grupo poderá discutir e aplicar de maneira correta os princípios da palavra de Deus no momento de julgar uma situação.

Indicado: Para estudos bíblicos.

Objetivo: Permitir uma avaliação minuciosa das atitudes e conflitos. Oferecer também oportunidade de reflexão sobre determinada situação em épocas diferentes e em contextos sociais diversos.

Procedimento:

  • Primeiro Passo: Divida a turma da seguinte maneira:
  • Um promotor e um auxiliar;
  • Um advogado de defesa e um auxiliar;
  • Um réu;
  • Sete jurados;
  • Oito testemunhas, entre as de defesa e acusação, sendo que, entre as testemunhas, contam-se peritos em alguns assuntos de interesse do julgamento;
  • O líder será o juiz;
  • Os restantes dos alunos dividem-se em grupos para representar outros elementos de participação.
  • Segundo Passo: Distribua entre os integrantes os pontos principais do julgamento em folhas de informações e a sequencias dos trabalhos.

Obs.: A sala deve estar arrumada com as cadeiras na disposição correta. A folha de informação deve conter todas as informações teológicas e leis que devem ser consultadas.

A Função Dos Elementos Do Grupo:

O Juiz: Comanda o Julgamento, rejeita provas, ratifica e coordena cada questão, sedo também responsável pela conclusão.

O Promotor: Encarregado de promover a ação.

Os Advogados: Fiscalizam as respostas dadas pelos elementos envolvidos dizendo:  “endosso”, ou seja, “concordo com a resposta”, “confirmo” ou “protesto”.

  • Terceiro Passo: Vinte minutos antes do término, o líder interrompe os trabalhos, faz uma apreciação do “julgamento” e o desfecho.

Obs.: Para ficar mais autêntico, podem-se utilizar provas criativas.

Sugestão De Temas Para Julgamento:

– Aborto, pena de morte, discriminação racial e outros.

– Calúnia contra uma pessoa – depois fazer aplicação do perigo dessa atitude.

– Uma questão de testamento de algum irmão – depois da distribuição dos bens pode-se fazer aplicação das riquezas que Deus deixou para nós, as quais poucos conseguem desfrutar totalmente.

– Uma personagem do Antigo Testamento.

– Uma personagem do Novo Testamento.

– Um sapato velho que pode ser julgado pelo seu estado vergonhoso, o qual, no pé de seu dono, provoca discriminação e vergonha.

– Uma coroa bem bonita que provoca muitos desastres por onde passa, pois todos querem possuí-la a qualquer preço.

– Roubos, mortes, separação de amigos.

– Julgamento de cidades pecadoras.

Aplicação Prática: A dinâmica bíblica constitui verdadeiros debates orientados, com a participação prazerosa e ativa do grupo que, sem sentirem, apresentam muito mais assuntos do que em uma aula de preleção.

 

Guia Prático | Veja Como Tornar A Sua Aula Mais Dinâmica

Clique Aqui E Baixe Seu Guia Agora Mesmo!

 

Comentários